Devaneios de uma Princesa

pesquisar

 
Segunda-feira, 04 / 06 / 12

O verniz estalou :o

Boa noite meus queridos!

Que dizer do dia de hoje?!... podia ter sido um dia normal, como muitos outros, mas teve um final de tarde, no mínimo surpreendente!

Toda a gente neste blog sabe que de há uns tempos para cá tenho tido conflitos com umas pseudo-amigas lá da faculdade, que andaram a dizer mal de mim. Desde aí as coisas nunca ficaram bem e os conflitos estenderam-se às minhas amigas mais chegadas! Também elas são alvos do veneno daquelas cobras...

Ninguém é de ferro, e já diz o ditado que "tantas vezes o cântaro vai à fonte que um dia parte". E partiu xD

Depois de semanas a fio em que as 3 eramos sujeitas a olhares indiscretos, bocas foleiras e a tudo o que era critica. Depois de semanas a fio em que nenhuma das outras 3 se dignou a mexer uma palha nos trabalhos de grupo... o verniz estalou.

Mais uma vez ninguém se dignou a ajudar no trabalho que seria entregue hoje, fizeram-se todas esquecidas e nem se justificaram. Para além disso, na aula não fizeram nada e reclamaram que queriam sair mais cedo a toda a hora. passaram a aula a mandar bocas. Estavamos fulas com elas, mas mantivemos a calma. As bocas continuaram e a paciência estava a esgotar... a certa altura a V. ( minha amiga) e a S. (cobra) tiveram um pequeno atrito. terminou por ali, nada de mais, mas a V. ficou furiosa. A aula acabou, elas seguiram caminho em direção ao autocarro. Nós fomos tirar cópias. A V. disse que ia falar com ela à paragem, na boa, sem problemas; mas pelo caminho repetia " Não acabo o curso sem lhe ir à tromba". Avistou a S. na paragem, sorriu e disse: "vou falar com ela"; eu e a C. tentamos impedi-la, mas em vão. pensamos que uma conversa não seria grave... mativemo-nos por perto...

As coisas aqueceram. O tom de voz elevou e a S. insinuou que a V. não fez nada no trabalho, quando na realidade ela fez tudo. A V. ficou ainda mais nervosa. Entretanto chegavam as companheiras de casa da V. que conhecem a história e foram tentar acalmá-la. Por esta altua o "caldo entornou" mesmo... A cobra esticou a mão e tentou apertar o pescoço à V.; azar o dela, a V. transformou-se e agarrou-a pelos cabelos, e só ouvi a cabeçada contra o vidro da paragem e os gritos. Momento em que eu desesperada entro em cena, com a ajuda da Dani e as separamos. Arranco a V. de lá e tento acalmá-la! Paramos com a confusão por ali, não sem antes trocarem mais uns quantos insultos.

A porrada acabou por ali, mas não o nervosismo. Receio que haja próximo episódio amanhã :S

Foi uma cena dramática. Mas devo dizer-vos que foi épico!

 

Bé, fizeste aquilo que há muito eu queria fazer e podes crer que no próximo episódio eu ajudo à festa!

Ela bem que merecia aqueles amassos e ainda muito mais! Se já gostava de ti, agora gosto ainda mais. Estavas cega, mas foste linda xD

Nem na queima estavas tão cega LOL!

 

 

E pronto... esta foi a novela mexicana de hoje. Eu adorei vê-la levar, mas confesso que não queria que acontecesse! Sou contra a violência, e com elas não vale mesmo a pena -.-

Mas tinha muita vontade disto XD

 

Beijinhos e uma boa noite caros leitores

{#emotions_dlg.heart}


Cara pseudo-amiga, é caso para dizer " não te metas com estas feras":

publicado por Princesa às 23:38
Sexta-feira, 01 / 06 / 12

Ninguém merece...

...Ter aulas ao Sábado!
A manhã toda, dentro de uma sala,  com o mesmo professor, a um sábado! Nem mesmo eu mereço tamanha maldade!
Enquanto isso, a vida acontece lá fora... p'ra lá das paredes daquela faculdade, há quem tenha uma vida normal --'
Why?!!
sinto-me:
publicado por Princesa às 23:36
Quinta-feira, 24 / 05 / 12

Falta de motivação ?!

Boa noite... Hoje o dia não é dos melhores, para variar!

Tive uma frequência de manhã que correu pior do que pessimamente. Foi terrível mesmo. Era tanta estatística, tanto cálculo e tanta matemática que nem sequer consegui acabar a prova. Continuo sem perceber em que parte da minha vida em fisioterapia aquilo faz sentido, porque para mim não faz nenhum :S

 

Se o dia já estava "fantástico", ficou ainda "melhor" ao final da tarde.

Termina a aula de Orientação tutória (aula onde o objetivo principal é promover a interação e trabalho de grupo, sob 'orientação' de um terapeuta). O terapeuta autoriza a saída, mas pede que eu fique na sala, juntamente com uma colega ... "precisamos de conversar", diz ele. 

Resumindo a conversa: "sinto-te desmotivada, falta interação, e é uma pena. O que se passa?"

Estas foram as palavras do terapeuta e eu fiquei surpreendida... Não que não concorde, porque é inteiramente verdade. 

E eu a pensar que era tudo fruto da minha imaginação... afinal está-me estampado no rosto  a falta de motivação e de empenho... a porcaria de vida que tenho levado basicamente...

Depois dele, outra pessoa me disse o mesmo hoje... é assustador perceber que sou assim tão transparente :'(

 

Mas pronto... há que tentar manter a cabeça erguida... ainda que seja apenas aparência...

 

 

 

sinto-me:
tags: ,
publicado por Princesa às 21:28
"Sou uma mulher madura que às vezes anda de baloiço... sou uma criança insegura que às vezes usa salto alto"

mais sobre mim

Junho 2014

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
21
22
23
24
26
27
28
29
30